quarta-feira, 25 de outubro de 2006

Luanda ( primeira impressão )

Chegado ao aeroporto de Luanda, a surpresa é a baforada de ar quente ao sair do avião, e a forte constatação de que o referido aeroporto precisa urgentemente de obras de beneficiação.
Com elevada expectativa, para quem nunca visitou África e ouvia dizer maravilhas, sentia-me de certa forma previligiado, apesar de ser viagem de trabalho, mal fosse não haver tempo para contemplar, fotografar, etc.
À chegada, depois de todos os trâmites concluídos, dou-me conta que não posso sair do aeroporto, não localizo o meu contacto, está uma multidão de indivíduos que querem carregar bagagens, sempre com o intuito de ganhar algum graveto. Bom, não saio e fico à espera que o meu contacto me reconheça... demorou dez longos minutos.
Após os cumprimentos da praxe, leva-me para o jipe e seguimos viagem pela cidade, que está uma lástima por sinal, os edifícios datados do tempo colonial estão num mau estado tal, que mete dó, alguns cravejados de buracos de bala, a miséria está estampada no rosto desta cidade que se percebe outrora vanguardista. Tudo está destruido, tudo está sujo, não existe nada novo, apenas dois ou três edifícios em fase de construção, tipo mini arranha-céus na marginal e que são ao que parece investimento bancário.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial